Biografia de Lygia Oliveira Banhos

d-destaque-lygia-banhos-B
Filha de cearenses, Lygia de Oliveira Banhos nasceu em Belém, no Pará, em 31 de julho de 1916.

Foi funcionária da Delegacia Fiscal do Ministério da Fazenda e depois de alguns anos no Pará, foi transferida para o Rio de Janeiro. Quando Divaldo Franco proferiu uma palestra no auditório do Ministério da Fazenda, no Rio de Janeiro, Lygia o conheceu e nasceu, naquele momento, uma grande amizade. Não demorou muito tempo depois da palestra e Lygia veio visitar a Mansão do Caminho, sendo convidada por Divaldo para colaborar na Instituição.

Solicitou no Ministério sua transferência para Salvador e passou a morar na Mansão do Caminho. Dedicou-se aos trabalhos da Instituição e também à Doutrina Espírita. Quando se aposentou, sua dedicação passou a ser integral, permanecendo com sua abnegada presença durante 22 anos. Era procurada para dar orientação a adolescentes e todos a consideravam como mãe.

Foi ela quem organizou um arquivo das viagens e palestras de Divaldo Franco, arquivo agora de grande importância para consultas e pesquisas.

Lygia Banhos partiu para a pátria espiritual no dia 9 de outubro de 1990. Deixou imensa saudade não só entre os seus familiares, principalmente sobrinhos (era solteira), mas também entre os confrades de incontáveis cidades brasileiras.

É um exemplo de dedicação, amor e fé.