1 novembro 2016
1 novembro 2016, Comentários 0

FAZER O BEM SEM CESSAR

“Eu nunca vos deixareis órfãos, eu ficarei convosco até a consumação dos evos.

Quando qualquer dificuldade estiver ao vosso alcance pensai em mim e eu estarei convosco.”

Transcorreram dois mil anos e nesses dois mil anos em que o mundo se convulsionou inúmeras vezes, algo diferente hoje desenha-se no alicerce das almas: a presença do amor de Deus.

É necessário que tenhamos o sentimento profundo de compaixão para podermos entender a dor de quem chora.

Há muito sofrimento ao nosso lado esperando a mão amiga, e nós nos encontramos na Terra para servir.

Quem não se dedica a servir ainda não aprendeu a viver.

O serviço é a benção de Deus demonstrando o sentido existencial.

Fazei o bem, filhos e filhas da alma, além do vosso alcance.

Nunca vos arrependereis de terdes erguido um combalido, saciado a sede ou alimentado alguém esfaimado.

Exultai pela honra, pela glória de crer e esse crer deve constituir a diretriz da vossa existência.

Embrulhai-vos na lã do cordeiro de Deus e sede mansos e pacíficos.

Dias virão em que o lobo e a ovelha comerão ao lado no mesmo pasto.

Dias estão chegando em que o amor e a solidariedade diluirão a violência e a agressividade.

Sede pioneiros dessa era nova contribuindo com o que tendes de mais valor, que é o vosso sentimento, auxiliando-vos a ascender na escala evolutiva e a erguer os que teimosamente permanecem nos degraus inferiores da vida.

A queda leva ao abismo, e abismos existem sem fundos como as escadas da degradação não têm o ultimo degrau.

Parai, detende o passo e começai a subir a escada do progresso, porque Cristo espera por vós.

Este é o vosso momento: não vos escuseis de amar ou de servir, tendo em mente que a vida física é breve como qualquer jornada, mas o ser que sois é permanente, imortal.

Transformai o amor em alimento da alma e o serviço em sustentação do amor.

Em nome dos Espíritos-espiritas aqui presentes rogamos as bênçãos de Deus para todos nós.

Voltai aos vossos lares ,jubilosos, esquecei, por momentos breves que sejam, das aflições e enriquecei o coração e a mente com a alegria de amar e de receber amor.

Em nome do Senhor eu vos abraço, filhos e filhas da alma, com carinho de servidor humílimo e paternal de sempre, Bezerra.

(Página recebida em psicofonia pelo médium Divaldo Pereira Franco, durante a palestra proferida na sede da Creche Amélia Rodrigues, no dia 22 de outubro de 2016, em Santo André, SP)

Abraço, Jorge Moehlecke

Comments are closed.