7 agosto 2017
7 agosto 2017, Comentários 0

Divaldo Pereira Franco esteve nesta segunda-feira, dia 7 de agosto de 2017 na Sociedade Hebraica (Rua das Laranjeiras, 346 – Rio de Janeiro), onde ministrou palestras para um público aproximado de 1400 pessoas, em evento promovido pelo 5º CEU/CEERJ na série de conferências que realiza anualmente há mais de 30 anos em seu Ciclo de Palestras e que tem como tema central, este ano, “O que está mudando o mundo?” O Ciclo de Palestras – 2017 ainda terá a seguinte programação de conferências:

16/08 – 19 horas – André Trigueiro, com o tema “Violência: como entender?”, no Teatro Vannucci,  Shopping da Gávea;

20/08 – 16 horas – César Soares dos Reis, abordando “Mortes Coletivas: por quê?, na ECEME-Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, Praça General Tibúrcio, 125 – Cruz Vermelha;

26/08 – 16 horas – Nadja do Couto Valle, com o tema “Família: um novo conceito?”, também na ECEME.

 

 

Divaldo Franco começou por citar o erudito escritor Giovanni Papini (1881-1956), autor do clássico História de Cristo, em que escreveu: “Milhares de santos por ti sofreram e por ti se extasiaram, mas, ao mesmo tempo, milhares e milhares de renegadores e de dementes continuaram a esbofetear a tua face sanguinolenta. Justamente por não Te amarmos suficientemente, temos necessidade de todo o Teu amor”.

Papini considerava Herodes, como um psicopata, já que mandou matar dois filhos que queriam tomar seu trono, além de sua esposa, acusando de traição.

Falou da parábola do Jovem Rico (Mateus, 19:16-23) em que o jovem, apesar das boas intenções, de ter sido tocado pela mensagem do Cristo, deixa de acompanhá-Lo. Renuncia e segue-me! disse-lhe Jesus. Ele, entretanto, alegando ter que participar de uma competição de bigas, adia o grande encontro, acabando por morrer numa manobra menos feliz, quando seu carro vira e ele é despedaçado pelas patas dos cavalos velozes, em disparada, conforme cita Amélia Rodrigues, na obra Primícias do Reino.

A parte final da conferência de Divaldo foi dedicada aos jovens, lembrando-lhes que não viemos à Terra somente para desfrutar e sim para construir uma vida melhor. Os jovem precisam entender que este é o grande momento de suas vidas. É necessário que a mensagem do Evangelho faça parte
de sua vida, de nossas vidas.

Após ser plaudido de pé, Divaldo, continuou o momento de autógrafos iniciado antes da conferência.

Divaldo Franco continua sendo o grande semeador dos ensinamentos contidos na Doutrina Espírita, espalhando a mensagem de Jesus nos mais diversos lugares de nosso Planeta, transformando acima de tudo vidas.

Texto e fotos: Luismar Ornelas de Lima​

Comments are closed.