22 maio 2018
22 maio 2018, Comentários 0

Divaldo Franco na Europa

Viena, 22 de maio de 2018

Conferência

Na noite do dia 22 de maio de 2018, atendendo ao convite dos amigos queridos do Verein für Spiritistische Studien Allan Kardec – VAK, de Viena, que neste ano completa trinta anos de existência, fundado com o auxílio e sob orientação de Divaldo Franco, e retornando à bela Áustria, o experiente orador iniciou a temporada de atividades deste ano abordando a temática das mudanças no mundo, contando com o valioso auxílio de Edith Burkhard, que verteu a conferência para o idioma alemão.

 

 

 

Inicialmente o dedicado amigo Dr. Juan Danilo, que acompanha todo o roteiro pela Europa, saudou os presentes em nome da Mansão do Caminho, asseverando que, em sendo uma obra do amor em ação, vem desde a sua fundação contribuindo para que o mundo mude para melhor, educando para a vida.

Divaldo Franco, o Arauto do Evangelho e da Paz, fez um convite para uma mudança radical nas vidas de cada presente, buscando um sentido novo para nortear os pensamentos e ações. Estudando o processo antropológico da evolução, desde o período primitivo, passando pelo racional e chegando no intuitivo, onde o ser humano se encontra, se pode constatar, no entanto, que a história se repete, e os seres humanos aturdidos buscam fugir para lugar nenhum. Embora as altíssimas conquistas tecnológicas terem sido alcançadas, elas não capacitaram os indivíduos a confraternizarem-se uns com os outros. O ser humano prossegue com dificuldades para encontrar a paz.

O ilustre orador apresentou exemplos seus, adquiridos nesta longa trajetória dedicada ao bem, e a servir com amor, narrando vivências que tocaram profundamente, sensibilizando e incentivando a perseverar nestes mesmos caminhos. Se ele entendeu o chamado do Mestre de Nazaré, porque eu não posso, também, tomar estes caminhos? É a indagação que surge em nossas mentes, ouvindo os relatos deste trabalhador de Jesus, de forma tão simples e objetiva.

É responsabilidade de cada um, esclareceu Divaldo, criar as condições para ter dias melhores, buscar o bem, colaborar para a felicidade alheia e encontrar os irmãos “invisíveis”, isto, por incrível que pareça, produz um grande bem.

A lógica do Espiritismo, esclareceu o Arauto do Evangelho, mudou a sua vida, e proporcionou-lhe não apenas ser feliz, mas também poder levar esta felicidade de amar e servir, apresentando a luz, a alegria para milhares de pessoas, e para aqueles espíritos que no princípio lhe pareciam ser o caminho para a loucura. Hoje eles lhe auxiliam nesta grande missão de levar o amor, o esclarecimento e a paz pelo mundo.

Encerrando o belo trabalho da noite, o Embaixador da Paz, desejou que o amor preencha todos os lugares vazios do coração, que este amor se sobreponha a todas as ingratidões sofridas, porque a vida é um hino de amor que impulsiona a criatura humana para a plenitude.

Aplaudido de pé e intensamente, todos retornaram aos lares levando a mensagem de alegria e de amor nas mentes e nos corações. O semeador prossegue semeando as sementes da boa nova com muita alegria, determinação e grande amor pelo próximo, pois que escolheu o seu sentido para a vida, servir e amar sempre, incondicionalmente.

Texto e fotos Ênio Medeiros

Revisão e adaptação: Paulo Salerno

Comments are closed.