23 abril 2017
23 abril 2017, Comentários 0

Divaldo Franco na Colômbia

22 e 23 de abril de 2017

Depois de estar em Bogotá participando do Quinto Movimento Tú y la Paz, em 22 de abril, Divaldo Franco foi para Cartagena celebrar o 23º aniversário do Centro de Estudos Espíritas Joanna de Ângelis de Cartagena das Índias, a quem expressamos infinita gratidão, porque desde a sua fundação tem contado com a sua companhia, a orientação e sustentação espiritual.

Divaldo Franco encantou-nos com uma palestra intitulada “Educando a alma para a Paz e Felicidade” convidando-nos à ternura e ao amor através de uma história do poeta da Índia Rabindranath Tagore e outros exemplos da história humanidade, destacando as mais notáveis demonstrações de amor. O amor, que superou mais de 2000 anos de adulteração, e que foi entregue pelo homem mais perfeito que Deus nos deu para nos servir de modelo e guia, como se encontra na questão 625 de O Livro dos Espíritos. O Homem que mudou a história e o seu Evangelho convidam-nos ao progresso de nossas almas, propondo-nos que a única solução é o amor.

 

 

 

No entanto, ainda hoje, depois de mais de 2000 anos de cultura e tecnologia não têm sido suficientes para nos fazer homens e mulheres numinosos para que pudéssemos encontrar o estado de plenitude.
Ainda hoje continuamos a matar uns aos outros. As piores guerras da humanidade têm sido motivadas por questões religiosas. O homem perdeu a direção de Deus e de si próprio. Não sabemos para onde Marchamos, muito menos a responsabilidade pela busca de Deus.

Precisamos desenvolver essa presença divina em nosso Ser mais íntimo. Em nossa convivência, o Ego tem superado nossas aspirações divinas. As sensações básicas têm dominado as emoções fundamentais e quando falamos de amor pensamos na libido, quando falamos de solidariedade pensamos no lucro das amizades que temos, quando pensamos no individualismo acreditamos que nós não precisamos de ninguém, embora sejamos animais gregários que necessitamos uns dos outros.

O desenvolvimento intelecto moral depende da educação. Allan Kardec afirmou que somente através da educação é que poderemos mudar nossas más inclinações, as sombras que trazemos de existências passadas, disse. Essa mudança interior é alcançada através do autoconhecimento, facultando avançar em direção à plenitude divina. Devemos amar, experimentar a alegria de viver. A Doutrina Espírita é a continuação do pensamento de Jesus, estabelecendo que a verdadeira felicidade está em dar. Dando através da aplicação magnética dos passes, ajudando os enfermos, os  tristes, aos desesperados, ajudando-os a alcançar um nível superior através do amor.

Em meio a esse banquete espiritual, se prestou uma sentida homenagem à vida e à obra de Divaldo Franco, o Semeador de Estrelas, este homem de vida integralmente dedicada ao bem ao longo de 70 anos. A sua vida digna, de serviço e sacrifício em favor da Doutrina Espírita e dos necessitados é um verdadeiro exemplo de espírita cristão.

Texto e fotos recebidos de Dana Burgos
Tradução: Paulo Salerno

Comments are closed.