4 outubro 2015
4 outubro 2015, Comentários 0

Inauguração da Associação Espírita Francisco de Assis e Educandário Thales Theisen

Em tarde/noite memorável foram inauguradas, em quatro de outubro de 2015, a Associação Espírita Francisco de Assis e o Educandário Thales Theisen, na rua Walmor Adolfo Pocebon, 15, Bairro Faxinal, em Santa Cruz do Sul.

O público que lotou o amplo salão da Associação Espírita pode apreciar a primorosa apresentação musical levada a efeito pela Camerata Filarmonia sob a coordenação de Sandra Mor. Suas interpretações provocaram calorosos aplausos, tal foi a beleza apresentada. A mesa das autoridades foi formada por Carlos Junges, Presidente da Sociedade Espírita A Caminho da Luz; Mirian Ester Theisen, Diretora do Educandário Thales Theisen; Ênio Medeiros, Presidente da Associação Espírita Francisco de Assis; e Divaldo Pereira Franco, convidado de honra e conferencista da noite.

A Diretoria da Sociedade Espírita A Caminho da Luz parabenizou a Associação Espírita Francisco de Assis. O Educandário Thales Theisen acolhe, atualmente, vinte e cinco crianças de três a seis anos desde o dia 15 de maio de 2015.

Divaldo Franco, educador por excelência, utilizando-se dessa sentença, entre outras: Toda vez que se abre uma escola, fecha-se uma penitenciária, de Victor Hugo, de 1882; e outra de Amélia Rodrigues que diz: Educar é salvar vidas, construindo uma sociedade melhor, destacou a importância da educação na construção de uma humanidade mais responsável. Igualmente frisou a impressionante dedicação do Professor Hyppolite Léon Denizard Rivail.

Historiando os acontecimentos de Século XIX, Divaldo Franco apresentou os fatos que despertaram a atenção para os fenômenos espirituais e aqueles outros que enalteciam o materialismo dialético, chegando na fenomenal codificação da Doutrina Espírita, discorrendo sobre cada uma das obras que a compõe, salientando que a Doutrina Espírita é educadora.

Enaltecendo os eminentes educadores Johann Heinrich Pestalozzi e Maria Montessori, o Semeador de Estrelas, Divaldo Franco descreveu a saga de sucesso de uma mulher negra, filha de escravos da Carolina do Norte/EUA. Era Mary Jane Mac Leod Bethune, que vencendo todo o preconceito e aceitando oportunidades que lhe foram dadas, saiu do analfabetismo para tornar-se uma educadora de reconhecido sucesso. Mary Jane educou mais de dez milhões de negros, fundando inúmeras escolas, uma universidade e uma faculdade de medicina. Mary Jane é um marco na educação mundial.

Fazendo referências a Thales Theissen, Pestalozzi, Montessori, Francisco de Assis e Jesus, o maior Mestre em Educação, o dedicado conferencista apresentou caminhos de sucesso e de estímulo, pois que, no futuro a humanidade da Terra estará liberta de determinadas mazelas sociais e de saúde. É um momento de transição, hoje abre-se uma escola para se fechar mais adiante uma penitenciária.

Com o Poema de Gratidão, de Amélia Rodrigues, Divaldo encerrou sua conferência, encantando e cativando o público que, em gratidão, aplaudiu-o calorosamente, de pé.

Todos, envolvidos em dúlcidas harmonias e esperanças, acompanharam, no hall, o descerramento da placa inaugural.

Pela manhã os amigos de Santa Cruz do Sul receberam Divaldo e equipe para um encontro fraternal e familiar, coroado em um almoço primoroso. À noite, Divaldo e convidados foram recebidos para um suculento jantar.

Texto: Paulo Salerno
Fotos: Jorge Moehlecke

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *