8 agosto 2017
8 agosto 2017, Comentários 0

Divaldo Pereira Franco esteve nesta terça-feira, dia 8 de agosto de 2017, no Esporte Clube Fluminense de Rio Bonito (RJ) em evento promovido pelo Centro Espírita João Batista, onde ministrou palestra para um público em torno de 1300 pessoas que lotou totalmente a quadra de esportes da agremiação.

Após a prece feita por José Raul Teixeira, que emocionou a todos, Divaldo Pereira Franco trouxe para o público uma história que está contida no livro Sexo e Consciência, que fala do Poder do Amor de onde retiramos a síntese do texto a seguir.

 

 

Contou Divaldo que viajava por um país latino-americano e amigos o informaram que dentro da programação estabelecida, participaria do lançamento de um livro (Messe de Amor) por ele psicografado, que havia sido traduzido ao espanhol, abrindo espaços para a divulgação da Doutrina Espírita naquela região. O livro daria margem à publicação de outras obras mediúnicas, ampliando a interpretação e o conhecimento do Espiritismo naquela região.

No país visitado, conta Divaldo, que conheceu uma senhora muito rica de nome Eufrásia, de quem se tornou hóspede. Eufrásia de origem judaica, em meio as condições materiais privilegiadas, era portadora de uma grave doença degenerativa e encontrava-se na iminência de desencarnar. Ela possuía um câncer em fase final de metástase, o que praticamente a impedia de levantar-se da cama. Porém, para estar conosco por alguns momentos, a senhora suspendeu o uso dos medicamentos analgésicos, que além de suprimirem a dor também lhe provocavam uma forte sonolência.

Formada em Medicina, especializada em ginecologia e obstetrícia, casada sem filhos, Eufrásia, não tinha maiores pendores religiosos, apesar de frequentar a sinagoga. Acabou se envolvendo na prática de abortos, que lhe rendeu muito dinheiro, entretanto lhe trouxe sérios problemas com a lei divina.

Quando Divaldo a conheceu ela já era uma nobre trabalhadora da causa espírita e essa mudança de conduta fez dela uma outra pessoa, ou seja, ela transformou sua vida, mudando seus sentimentos.

O Reino de Deus começa quando o coração abre as portas para o amor! Enquanto houver na Terra uma pequena presença de amor, pode-se ter certeza de que Deus continua em ternura com os homens. Numa hora como esta em que vivemos de tanta violência, desagregação e conflito, que o amor luarize a nossa saudade! Que o amor pacifique a nossa ansiedade! Que o amor, à semelhança de um punhal, penetre-nos a alma, rasgando-nos a treva interior e deixando brilhar a luz da esperança, a fim de que a felicidade seja como uma legítima fada, cantando um hino de paz dentro de nossas vidas…

 

Texto e fotos: Luismar Ornelas de Lima​

Comments are closed.