“Estudar o Espiritismo na sua limpidez cristalina e sabedoria incontestável é dever que não nos é lícito postergar, seja qual for a justificativa a que nos apoiemos. – Cada conceito necessariamente examinado reluz e clarifica o entendimento, facultando mais amplas percepções em torno da vida e dos seus fenômenos.

Estudar, pois, é atitude essencial à vida.”

Joanna de Ângelis / Divaldo Franco

(Estudos Espíritas – Introdução)

(…) “Todos os espíritas sinceros, estudiosos e afeiçoados ao bem, encontram-se convocados para o ministério do auxílio, através da difusão dos postulados espíritas, que, propiciando perfeito entendimento das lições evangélicas, representam a medicação oportuna e urgente para a massa desesperada, o homem aturdido…

O conhecimento espírita objetiva reformular as atuais conceituações e transformar as estruturas vigentes, facultando felicidade às criaturas, sem o que perde a finalidade.”

Vianna de Carvalho / Divaldo Franco
(Do livro Reflexões Espíritas, LEAL , cap. 28 – Hora da Divulgação Espírita)