24 abril 2017
24 abril 2017, Comentários 0

Na noite de quarta-feira, 19 de abril, a Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC) realizou uma audiência pública em comemoração aos 160 anos de “O Livro dos Espíritos”. A audiência de autoria dos vereadores Valdemir Dias e Fernando Vasconcelos, contou com a apresentação do coral Maricanto, com a palestra do diretor-presidente da Federação Espírita do Estado da Bahia, Dr. André Luiz Peixinho, e com a entrega simbólica da Lei Nº 1.079/2017, que instituiu o dia 18 de abril como Dia Municipal do Espiritismo.

Durante a audiência foram homenageadas a Creche Escola Lar da Criança Meimei, pelos seus 33 anos de atividades,  o Abrigo Nosso Lar, pelos seus 63 anos de serviços ininterruptos aos idosos desamparados; Divaldo Pereira Franco, pelos seus 70 anos de oratória (homenagem recebida pelo presidente da Mansão do Caminho, Sr. Demétrio Lisboa) e a Federação Espírita do Estado da Bahia, pelos 101 anos de sua fundação, homenagem recebida pelo seu presidente André Luiz Peixinho.

 

 

 

O vereador Valdemir Dias afirmou ressaltou a admiração e respeito que nutre pelo Espiritismo, apesar de ser católico. O parlamentar citou uma reflexão do Papa Francisco: “Os rios não bebem sua própria água; as árvores não comem seus próprios frutos; O sol não brilha para si mesmo; e as flores não espalham sua fragrância para si. Viver para os outros é uma regra da natureza”. Para ele, o espírita vive essa regra e se ampara no tripé Deus, Cristo e caridade. Ele ainda salientou que o Brasil é o país com o maior número de adeptos do Espiritismo e o município segue esse fenômeno. Em respeito e reconhecimento à importância do trabalho dessas comunidades, o vereador propôs o estabelecimento do Dia Municipal do Espiritismo que virou a Lei nº 1.079/2017, aprovada neste mesmo dia.

A data comemorativa passará a integrar o calendário oficial do município.

O vereador Fernando Vasconcelos salientou algumas ações concretas do poder legislativo em valorização e reconhecimento à importância da comunidade espírita em Vitória da Conquista.

Abigail Guimarães, que falou em nome da diretoria da UEVC, salientou que a presença de todos, nesta audiência, para comemorar essa importante data, deve-se ao pioneirismo do Prof. Ernesto Dantas, que por volta de 1880 chegou a Vitória da Conquista, trazendo um exemplar da primeira edição francesa de O Livro dos Espíritos e iniciou naquele momento a divulgação da Doutrina Espírita em nossa região. Destacou ainda vários vultos históricos do nosso movimento. Falaram ainda em nome do movimento espírita Cleber Flôres e Enéias Trindade, diretores da UEVC.

André Luiz Peixinho fez a palestra da noite comemorativa da data especial, e destacou a evolução da ideia da imortalidade através da história, culminando com os esclarecimentos trazidos sobre o tema pelo O Livro dos Espíritos. Destacou a impassividade de Sócrates diante da sua condenação, devido à consciência que tinha da sobrevivência do ser à morte física.

O Coral Maricanto fez duas belíssimas apresentações na abertura e encerramento do evento.

O auditório da Câmara esteve lotado, com pessoas em pé, e contou com a presença de representantes de todas as casas espíritas da cidade. Uma noite bonita e memorável, que ficará, sem dúvida, na história do movimento espírita e da cidade.

Comments are closed.